Região Comentários

Ex-servidora de Onda Verde que desviou recursos públicos é condenada a pedido do MPSP

Maio 05 / 2018

Regiane Gonçalves se apropriava de pagamentos indevidos. Pena chega a 13 anos

Denunciada pelo Ministério Público de São Paulo, a ex-funcionária da Prefeitura de Onda Verde Regiane Cristina Gonçalves foi condenada a 13 anos, nove meses e dez dias de reclusão em regime inicial fechado, mais pagamento de multa, por ter se apropriado de recursos públicos.

Segundo a denúncia, apresentada pelo promotor de Justiça Rodrigo Pereira dos Reis, entre julho de 2013 e maio de 2016 a ré valia-se do fato de ser chefe do Departamento Pessoal da prefeitura e responsável pelo pagamento dos servidores municipais para verificar os funcionários que se afastavam do cargo público e, aproveitando dessa condição, continuar efetuando o pagamento referente aos serviços dessas pessoas, como se elas continuassem trabalhando. No entanto, os valores eram depositados na conta bancária da própria Regiane.

Ao todo, a ex-funcionária apropriou-se de pouco mais de R$ 180 mil.

Ao receber a denúncia, a Justiça aplicou medida cautelar de suspensão do exercício da função pública à então servidora, que posteriormente foi exonerada. Regiane foi condenada por peculato continuado.

Os comentários estão desativados para esta matéria.