STJ manda médico pagar R$ 67 mil à Unimed Fernandópolis

Maio 15 / 2018

Além disso, caso não pague a conta, a Unimed pode ingressar com pedido de penhora de bens contra o profissional

A 4ª Turma do Superior Tribunal de Justiça- STJ manteve a obrigação de um médico repassar a quantia de R$ 67 mil à Unimed Fernandópolis, decorrente a cota de cooperado, confirme regimento da entidade médica. Como a decisão não tem efeito suspensivo, apenas devolutivo, dificilmente caberá recursos em instâncias superiores. Além disso, caso não pague a conta, a Unimed pode ingressar com pedido de penhora de bens contra o profissional. Por meio de julgamento, os ministros não conheceram os agravos internos para evitar o pagamento.
A Justiça já concedeu várias ações a favor da Unimed Fernandópolis contra ex-cooperados Os atos são ações monitórias de cobrança Não havendo o pagamento ou a garantia integral da execução no prazo fixado, serão levados a cabo imediatamente os atos de penhora, avaliação e registro, observadas as regras do art. 523, § 3º e seq do CPC

Os comentários estão desativados para esta matéria.